Gestão das

Emoções

Como você reage a uma situação de pressão no trabalho?

Essa pode ser uma pergunta de um processo seletivo assim como pode ser um questionamento que você tenha que fazer a si mesmo.

Afinal, as maneiras positivas que você lida com diversos tipos de situação demonstram boa gestão emocional.

Gerir bem as suas emoções é uma habilidade imprescindível quando pensamos no mundo em que vivemos.

Lidar com as situações que nos frustram, nos ameaçam e até mesmo as que nos deixam alegres e eufóricos.

A resposta para esse ideal de um bom controle em relação aos sentimentos e emoções encontra-se no equilíbrio.

Mas isso somente não basta, é preciso desenvolver e aprimorar essa habilidade, esse gerenciamento.

Mas afinal de contas, o que é exatamente a Gestão Emocional? Do que se trata? Quais são os seus benefícios?

Vamos entender mais respondendo cada uma dessas perguntas. Acompanhe-me nessa leitura que será extraordinária.

O que é gestão emocional?

Vou te fazer uma pergunta muito simples e que faz total sentido com o que pretendo propor para você.

Você é dono de si mesmo? Temos a autonomia para fazer o que queremos ou não, isso é um fato mas a verdade é que as coisas não ocorrem exatamente desse modo.

Isso porque, embora tenhamos por direito essa autonomia e termos o controle físico de nossas ações, só temos consciência de uma pequena parcela de nossas emoções e mesmo assim isso não nos dá controle total sobre elas.

A gestão emocional se trata do modo como reconhecemos e controlamos cada uma de nossas emoções.

Esse controle pode gerar uma série de possibilidades e grandes benefícios que favorecem o nosso crescimento pessoal e profissional.

Isso nos permite conhecer mais profundamente a nós mesmos bem como promover a capacidade de lidar melhor com as situações com as quais nos deparamos diariamente.

Nos tornando mais completos, equilibrados, eficazes, plenos e felizes.

Entretanto o mal gerenciamento das nossas emoções pode gerar uma série de ocorrências negativas para a nossa vida.

Entenda mais sobre o porquê.

Consequência do mal
gerenciamento emocional

Somos cercados por um mundo eufórico e acelerado onde o individualismo de cada um é deixado de lado em prol de um convívio que asfixia reprime nossos sentimentos.

Isso porque, em nenhum momento do nosso desenvolvimento somos submetidos a métodos responsáveis por aprimorar a nossa capacidade de gerenciar as nossas emoções.

Essa situação faz com que sejamos cada vez mais suscetíveis a perder o nosso controle emocional quando lidamos

Frustrações;

Perdas;

Situações negativas, não importando
seu grau de complexidade.


As consequências de negligenciarmos nossa emoções são inúmeras e inevitáveis.
 
Deixamos de viver em plenitude para tornamos reféns de nós mesmos.

Aprisionados por nosso próprio inconsciente.

Não é atoa que os números referentes a doenças mentais cresce de modo alarmante. Os problemas são inúmeros como:

Ansiedade

Depressão

Baixa autoestima

Estresse

Além de potencializar sintomas de outras doenças físicas e mentais.
É diante desse cenário que eu tenho um convite muito especial para você!
Te convido a orientar e gerenciar seu foco para aquilo que é a parte mais importante e fundamental para a sua vida – as suas emoções.

Benefícios da
Gestão Emocional

Já ficou bem claro para nós a respeito da importância da gestão.

Como ela pode nos livrar de diversos problemas e como ela pode promover diversos benefícios.

Mas quais são exatamente esses benefícios.

Separei uma lista para te ajudar a entender claramente.

A gestão emocional nos ajuda a:

Reconhecer rapidamente nossas emoções e sentimentos;

Promover a resiliência diante de determinadas situações;

Melhorar os relacionamentos;

Reduzir níveis de estresse e ansiedade;

Facilitar a resolução de conflitos;

Ampliar a capacidade de tomada de decisões;

Proporcionar maior autoconfiança;

Ampliar a capacidade de tomada de decisões;

Como se tornar um bom
gestor emocional

Agora que sabemos bem do que se trata a gestão emocional o correto é dar uma caminho adiante a fim desenvolvê-la.

Como isso?
Através de cursos, técnicas e palestras que vão garantir com que você se torne cada vez mais apto a ter um maior controle sobre si mesmo e gerenciar melhor as coisas que ocorrem ao seu redor.

Confira algumas dicas que podem
definitivamente irão te ajudar
nesse processo.

Identifique os Desencadeadores de Suas Emoções Mais Intensas

A chave para gerir as emoções com assertividade é compreendê-las e a melhor maneira de fazer isso é identificar qual a origem delas. No dia a dia de trabalho, tem algum momento em que você se sente mais irritado ou fragilizado. Procure refletir sobre qual o motivo que te faz sentir dessa forma para identificar o fator desencadeante de tal situação. Ao entender o que te faz perder o controle sobre suas emoções ficará mais fácil evitar o problema.

Converse Com os Colegas

Dificilmente teremos uma percepção 100% assertiva olhando apenas de dentro, por isso conversar abertamente e, sem mágoas, com os colegas pode ser bastante positivo e agregador ao seu desenvolvimento emocional. Já ouviu aquela máxima de que quem está de fora enxerga melhor a situação? Então, deixe que os colegas mais próximos e com quem tenha uma relação de amizade e respeito, te deem feedbacks em relação ao seu comportamento e incorpore as dicas que são realmente benéficas e positivas ao ser crescimento.

Controle Suas Reações

O ser humano é um ser emocional e não tem como desligar as emoções só porque bateu o cartão na empresa.

Dessa forma, indico que, antes de responder a uma situação potencialmente estressante, você estabeleça sua autorregulação.

O controle de reação nos ajuda a agir mais racionalmente tendo, assim, uma gestão emocional inteligente.

Seja Resiliente

Para que sua gestão emocional seja positiva no trabalho e também na sua vida pessoal é importante desenvolver a resiliência, a capacidade de se adaptar e não se abalar com todos os problemas que acontecem.

Tenha sempre em mente quais são os potenciais problemas que podem surgir no dia a dia e tenha estratégias de ação.

Explique os Motivos de Suas Decisões

A tomada de decisão é algo que deve ser muito bem avaliado, sobretudo quando pensamos em pessoas com grande poder decisório.

Dessa forma, a melhor maneira de tornar as suas decisões menos passíveis de gerar conflitos é explicar quais os motivos que te levaram a ela.

Para que haja uma boa gestão emocional no ambiente trabalho e na vida é essencial evitar qualquer mal-estar com os demais, mesmo que sejam subordinados a você, pois todos são importantes na qualidade do ambiente.

Controle as Expectativas

Quando temos expectativas e as mesmas não são alcançadas, nos decepcionamos e acabamos perdendo o equilíbrio.

Por isso, quando uma expectativa não se tornar realidade, tente ser flexível e se adaptar à sua realidade.

Aprecie Suas Conquistas

Toda trajetória profissional é marcada por conquistas, seja grato a cada uma delas e analise todas as situações positivas que você já viveu em sua carreira e te trouxeram até aqui, isso diminuirá o seu estresse e contribuirá com o seu equilíbrio emocional.

Foco no Positivo

Viva, pense e lide com todas as situações do seu trabalho de forma positiva e sob uma nova perspectiva. Evite pensar de forma negativa sobre as situações, isso só aumentará o seu medo e frustração.

Não se Preocupe Com o Que Não Pode Ser Mudado

Algumas circunstâncias no meio corporativo, por mais que você se esforce, não poderão ser mudadas. Nesse sentido, não se preocupe com aquilo que você não pode alterar, isso só sugará a sua energia e equilíbrio

Não Discuta

Todo debate é bem-vindo e produtivo no ambiente de trabalho, pois através dele, todos têm espaço para expor suas ideias e contribuir positivamente com os processos da empresa.

Porém, o resultado é outro se você transforma uma simples conversa em uma discussão. Para evitar esse contexto, ouça com atenção os argumentos da outra pessoa, converse com calma, utilize um tom de voz adequado e se for necessário, reflita sobre a relevância do assunto e altere o motivo da conversa.

Pense Antes de Falar

A impulsividade é características de pessoas nervosas.

Não pensam antes de falar.

Quando estiver numa situação em que você percebe que está ficando nervoso, antes de reagir, pare. Respire fundo, se for o caso pare o que está fazendo por um momento, peça licença e pense sobre o que está ocorrendo e escolha a melhor maneira de agir.

Respire Fundo

Respirar é ótimo para manter o cérebro ativo e se equilibrar. Bom para manter o comportamento profissional adequado e para dar tempo de pensar numa atitude também adequada.

Reconheça Seus Pontos de Melhoria

Todo ser humano é dotado de qualidades e pontos de melhoria, afinal, somos diferentes uns dos outros e é isso nos faz únicos.

Portanto, reconheça aquilo que você precisa mudar, peça ajuda quando for necessário, fique à vontade para tirar dúvidas e receber sugestões. Isso fará toda a diferença para que você se torne um ser humano mais calmo e evoluído.

Conclusão

UAU, eu verdadeiramente amo aprender e compartilhar conhecimento.

Ainda mais quando falamos de algo tão importante que é a Gestão emocional.

Tudo isso só nos evidencia o quanto o autoconhecimento é fundamental para as nossas vidas e que nunca devemos deixá-lo de lado, negligencia-lo.

Afinal de contas, é imprescindível que possamos conhecer profundamente a nós mesmos.

Isso fará total diferença no que diz respeito ao nosso reconhecimento como pessoa e também como profissionais, altamente capazes e com um potencial extraordinário.

Você está pronto para me acompanhar numa jornada incrível rumo à conquista de seus sonhos?

Se sim, invista naquilo que você possui de mais importante na sua vida.

A sua própria vida.